Google+ Followers

domingo, 28 de novembro de 2010

dor...


... sentimento de perda, angustia, nostalgia, melancolia, tristeza, impotência. Não há uma definição exata, pois a dor é diferente para cada pessoa. As experiências traumáticas definem a dor, a minha dor é a falta do amor, falta do carinho, das palavras bonitas, dos agrados.

A dor, você simplesmente tem que sobreviver a ela, esperar que ela vá embora sozinha, esperar que a ferida que a causou, sare.

E se ela não for embora sozinha, se a ferida não sarar, você vai se acostumar a ela, e vai perceber que ela faz parte de você, e que não importa quanto tempo passe ela vai continuar ali, mas não vai doer tanto, afinal você vai estar acostumado a ela. A ferida nunca vai cicatrizar e em momentos de nostalgia ela vai sangrar e vai doer, mas em outros momentos você nem vai percebê-la, mas ela estará ali, e sempre que puder vai lembrar-te que um dia você já sofreu e não foi pouco, os medos e as inseguranças do passado voltarão, e você pensa que a dor nunca vai ter fim, de fato não terá, mas você já a superou uma vez, e é capaz de superá-la novamente, a dor nos faz crescer, nos torna forte, é sempre mais fácil suportar uma dor depois de já tê-la suportado uma vez.


“A dor é a origem do conhecimento”

Nenhum comentário: