Google+ Followers

domingo, 28 de novembro de 2010

O vaga-lume.



Conta uma lenda que, certa vez, uma serpente começou a perseguir um pobre vaga-lume.
Este fugia rápido, com medo da feroz predadora, e a serpente nem pensava em desistir. 
O vaga-lume fugiu o primeiro dia, fugiu o segundo dia e nada da serpente desistir. No terceiro dia, já sem forças, o vaga-lume parou e disse à cobra: 
- Posso te fazer três perguntas? 
- Não costumo abrir esse precedentes para ninguém, mas já que vou te devorar mesmo pode perguntar - disse a cobra. 
- Pertenço a sua cadeia alimentar? 
- Não - respondeu a cobra. 
- Eu já te fiz algum mal? 
- Não - continuou ela. 
- Então, por que você quer acabar comigo? 
- Porque eu não suporto ver você brilhar - disse, finalmente, a serpente. 

Então, pensem: 
Quantas vezes alguém já tentou apagar seu brilho só por inveja? 
Pode ser que a coisa tenha acontecido de forma inversa. Nesse caso, você é que assumiu o lugar da serpente. 
A pessoa invejosa incomoda-se mais com sucesso alheio do que com seu próprio fracasso. 
Querer subir na vida não é pecado, desde que o outro não seja usado como escada. 
O brilho do outro não deve atiçar nossa inveja, mas nos servir de estímulo. 
Que graça teria o céu, se nele brilhasse apenas uma estrela? 

Pensem nisso!

Convite à Loucura .





A loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa. 
Todos os convidados foram. 
Após o café, a loucura propôs: 
- Vamos brincar de esconde-esconde? 
- Esconde-esconde? O que é isso?, perguntou a curiosidade. 
- Esconde-esconde é uma brincadeira. Eu conto até 100 e vocês se escondem. Ao terminar de contar, eu vou procurar e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar. 
Todos aceitaram, menos o medo e a preguiça. 
- 1,2,3..., a loucura começou a contar. 
A pressa escondeu-se primeiro, num lugar qualquer. 
A timidez, tímida como sempre, escondeu-se na copa de uma árvore. 
A alegria correu para o meio do jardim. Já a tristeza começou a chorar, pois não encontrava um local apropriado para se esconder.
A inveja acompanhou o triunfo e se escondeu perto dele debaixo de uma pedra. 
A loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo. 
O desespero ficou desesperado ao ver que a loucura já estava no 99.
- 100!, gritou a loucura. Vou começar a procurar... 
A primeira a aparecer foi a curiosidade, já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar. 
Ao olhar para o lado, a loucura viu a dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados ficar. 
E assim foram aparecendo a alegria, a tristeza, a timidez... 
Quando estavam todos reunidos, a curiosidade perguntou: 
- Onde está o amor? 
Ninguém o tinha visto. A loucura começou a procurá-lo. 
Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do amor aparecer. 
Procurando por todos os lados, a loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito. 
Era o amor, gritando por ter furado o olho com um espinho. A loucura não sabia o que fazer. 
Pediu desculpas, implorou pelo perdão do amor e até prometeu segui-lo para sempre. 

Moral da história: 
O amor aceitou as desculpas e é por isso que hoje e em todo o sempre, o amor é cego e a loucura o acompanha sempre.

dor...


... sentimento de perda, angustia, nostalgia, melancolia, tristeza, impotência. Não há uma definição exata, pois a dor é diferente para cada pessoa. As experiências traumáticas definem a dor, a minha dor é a falta do amor, falta do carinho, das palavras bonitas, dos agrados.

A dor, você simplesmente tem que sobreviver a ela, esperar que ela vá embora sozinha, esperar que a ferida que a causou, sare.

E se ela não for embora sozinha, se a ferida não sarar, você vai se acostumar a ela, e vai perceber que ela faz parte de você, e que não importa quanto tempo passe ela vai continuar ali, mas não vai doer tanto, afinal você vai estar acostumado a ela. A ferida nunca vai cicatrizar e em momentos de nostalgia ela vai sangrar e vai doer, mas em outros momentos você nem vai percebê-la, mas ela estará ali, e sempre que puder vai lembrar-te que um dia você já sofreu e não foi pouco, os medos e as inseguranças do passado voltarão, e você pensa que a dor nunca vai ter fim, de fato não terá, mas você já a superou uma vez, e é capaz de superá-la novamente, a dor nos faz crescer, nos torna forte, é sempre mais fácil suportar uma dor depois de já tê-la suportado uma vez.


“A dor é a origem do conhecimento”

Apenas Mais Uma de Amor...

  
Cada vez que São Paulo tentava explicar o significado da cruz, ele dizia, é loucura, não tentem os inteligentes compreenderem o significado de um homem morrer pelos pecadores, não tentem compreender o significado da morte de um homem que não tinha culpa alguma por um povo culpado, não tentem entender... A mesma coisa eu digo pra você, se você quiser entrar na lógica dos amores que você ama, você vai ficar louco ou vai ser considerado louco porque você leva o mesmo prejuízo da cruz cada vez que você ama, e não há nada que possa nos identificar mais com o Cristo crucificado que o momento em que nós amamos alguém, sabe porquê? É o momento em que você toca aquilo que você tem de mais precioso e puro, é o momento em que você descobre dentro de você todo aquele sentimento mais puro que mora dentro de você por uma razão muito simples, é a água mais limpa que Deus fez em você, é sua capacidade de amar. Não estou falando dos amores interessados, eu não estou falando das amizades interesseiras, dos casamentos por conveniência, não. Eu estou falando do momento em que você se volta para aquele que não merece seu amor e mesmo assim o ama com toda a capacidade do seu coração é disso que eu estou falando. E eu tenho a alegria de poder dizer que nessa vida eu levo prejuízo o tempo todo, mas eu me alegro a cada prejuízo que levo, porque cada vez que eu consigo amar sem interesses, cada vez que posso me doar por alguém, é o meu coração que ganha em qualidade. E você sabe muito bem disso. Quantas vezes o seu amor pareceu um prejuízo aos olhos dos outros?Quantas vezes as pessoas olharam pra você: "você é uma idiota", "você é um louco", "olha o que você faz por amor". Não importa, é o que você tem de mais puro, é que você tem de mais precioso, aí você pode resolver com essa frase que o Lulu Santos escolheu pra colocar nessa música "o que você ganha e o que você perde ninguém precisa saber" é seu. E eu tenho certeza que nessa vida existem muitas, muitas pessoas que hoje poderiam escutar essa canção de vocês. 



“Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder deixo assim ficar subentendido como uma idéia que existe na cabeça e não tem a menor pretensão de acontecer. Eu Acho isso tão bonito de ser abstrato, baby, a beleza é mesmo tão fugaz como uma idéia que existe na cabeça e não tem a menor pretensão de acontecer. Pode até parecer fraqueza, pois que seja fraqueza então, a alegria que me dá isso vai sem eu dizer. Se amanhã não for nada disso caberá só a mim esquecer, o que eu ganho, o que eu perco ninguém precisa saber” ♫

(texto do Padre Fabio de Melo e a musica do Lulu Santos)

sábado, 27 de novembro de 2010

O Que Eu Também Não Entendo (Jota Quest) P.S: Adoro essa música! ;@



Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Prá que você possa entender
O que eu também não entendo...

Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...

Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...

Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

...




Talvez eu sofra inúmeras desilusões
no decorrer de minha vida.
Mas farei que elas percam a importância
diante dos gestos de amor que encontrei

Talvez eu não tenha forças
para realizar todos os meus ideais.
Mas jamais irei me considerar derrotada.

Talvez um dia eu sofra alguma injustiça.
Mas jamais irei assumir o papel de vítima.

Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos.
Mas terei humildade para aceitar as mãos
que se estenderão em minha direção.

Talvez numa dessas noites frias,
eu derrame muitas lágrimas.
Mas não terei vergonha por esse gesto.

Talvez eu seja enganada inúmeras vezes.
Mas não deixarei de acreditar
que em algum lugar
alguém merece a minha confiança.

Talvez com o tempo
eu perceba que cometi grandes erros.
Mas não desistirei de continuar trilhando
meu caminho.

Talvez com o decorrer dos anos
eu perca grandes amizades.
Mas irei aprender que aqueles que
realmente são meus verdadeiros amigos
nunca estarão perdidos.

talvez algumas pessoas queiram o meu mal.
Mas irei continuar plantando a semente
da fraternidade por onde passar.

Talvez eu não tenha motivos
para grandes comemorações.
Mas não deixarei de me alegrar
com as pequenas conquistas.

Talvez a vontade de abandonar tudo
torne-se a minha companheira. Mas ao invés de fugir,
irei correr atrás do que almejo.

Talvez eu não seja exatamente
quem gostaria de ser.
Mas passarei a admirar quem sou.

Porque no final saberei que,
mesmo com incontáveis dúvidas,
eu sou capaz de construir
uma vida melhor.


E se ainda não me convenci disso,
é porque como diz aquele ditado:

“ainda não chegou o fim
Porque no final não haverá
nenhum “talvez” e sim a certeza
de que a minha vida valeu a pena
e eu fiz o melhor que podia."

Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão... Que tal falarmos do que não é amor?


Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor
É CARÊNCIA.

Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais, isso não é amor
É FALTA DE AMOR PRÓPRIO.

Se você acredita que sua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria - existe em função do outro - isso não é amor
É DEPENDÊNCIA.

Se você acha que o ser amado lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio, isso não é amor
É EGOÍSMO.
Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor
É AMIZADE.

Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor
É DESEJO.

Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor
É PAIXÃO.


Agora, sabendo o que não é o amor, fica mais fácil analisar, verificar o que esta acontecendo e procurar resolver a situação. Mesmo que a situação se confunda às vezes para você, o correto é que avalie a "PRESENÇA" e a "AUSÊNCIA" de seu par na sua vida e diante do resultado de seus sentimentos irá perceber se algumas das situações acima são temporárias ou caracterizam definitivamente seu tipo de relacionamento. Porque a "convivência" faz com que o tempo transforme o que é AMOR em ETERNIDADE.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

=)

''Amor que é amor dura a vida inteita. Se não durou é porque nunca foi amor.
O amor resiste á distância, ao silêncio das separações e até as traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.
O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão.
Você percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se voce não estiver por perto".
O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamor enxergar.
O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu nao te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Seu eu nao te amasse tanto assim, talvez nao visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração! "

([b]Padre Fabio de Melo[/b])

_

" [i]Você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração.
Deus nos dá o dom de eternizar em nós o que vale a pena, e esquecer definitivamente aquilo que não vale[/i]... "

([b]Padre Fábio de Melo[/b])

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Sabe quando você sente que falta alguma coisa? Me falta um pedaço teu, a metade de mim. A metade de mim, que é você. Não consigo seguir minha vida, sem ao menos um segundo sentir sua ausência. Sinto teu cheiro, ouço tua voz, sinto teu abraço, procuro, mas não acho. É em vão. Sinto uma vontade imensa de gritar teu nome, pra todo mundo ouvir, deixar tudo pra trás e ir procurar você. Mesmo tendo esperança de te ter aqui, ao meu lado, é inevitável. Medo, sim, tenho medo…Medo de te perder, mesmo não te tendo. Mas, a imensa falta que você me faz só me dá mais força pra lutar pra conseguir seu abraço e seu beijo, pelo menos UMA vez.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

"Levante a cabeça! Não foi a primeira vez que te jogaram uma pedra, te julgaram mal ou dirão horrores ao seu respeito. Você tem o poder de atrair olhares, formas e pessoas. Passa em um momento e é lembrada logo em seguida; mostra seu sorriso e encanta; olha sem delongas e é olhada por horas.

Dança essa música! Ela foi feita pra você, para seus lábios carnudos e simétricos, para o seu cabelo liso e esvoaçante, para o seu corpo delineado de curvas trabalhadas e para o seu espírito meigo que ferve.

Tira uma folga! Ficar trancada em um escritório de poucos metros quadrados é um crime. Todos precisam ver a tua beleza, a tua alegria e o teu olhar. Passear pela rua vai deixar hipnotizado todos a sua volta, não só porque você é linda, mas porque você é o que todos desejam ter, mas só um pode.

(...)

Mostra quem você é! Não há adjetivo no dicionário que te defina por completo".

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Inexplicável... [LUTO]

Querido Maycon, que você esteja na paz do Senhor Jesus Cristo!
Sempre será lembrado por todos!
Descanse em PAZ.



Mais uma vida jogada fora
Um coração que já não bate mais, descanse em paz
Sonhos que vão embora, antes da hora
Sonhos que ficam pra trás

Pra onde vai você?
Pra onde vai?
Pra onde vai o Sol quando a noite cai?


Por quê um jovem que vivia sorridente perde a sua vida assim tão de repente?
Logo um cara que adorava viver
Realmente é impossível entender
Nenhuma resposta vai ser capaz de trazer de novo a paz à família do rapaz
Nunca mais suas vidas serão como antes
E eles olham o seu retrato na estante
Aquele brilho no olhar e o jeitão de criança
Agora não passam de uma lembrança
E a esperança de que ele esteja bem, seja onde for,
Não diminui o vazio que ele deixou
É insuportável quando chega o seu aniversário
E as suas roupas no armário parecem esperar que ele volte de surpresa
Pra ocupar o seu lugar vazio à mesa
A tristeza às vezes é tão forte
A tristeza às vezes é tão forte que é mais fácil fingir que não houve morte
Porque sempre que ele chega pra matar as saudades
Ele vem com aquela cara de felicidade
Alegrando os sonhos e querendo dizer que a sua alma nunca vai envelhecer
E que sofrer não é a solução
É melhor manter acesa uma chama no coração
E a certeza na mente de que um dia se encontrarão novamente.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eu não existo sem você...

 
 
Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim

Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você


Vinícius de Moraes

“Alegrou-se, pensando que ter um querer, por mais ínfimo que fosse, já era um passo para sair do vácuo.”

 
 
 
"Estou decidido a fazer uma mudança completa na minha vida. Estou com 20 anos e é tempo de fazer alguma coisa. Já descobri que se existe uma palavra capaz de definir a minha atitude ela é só uma: covardia. Fico me perdendo em páginas de diários, em pensamentos e medos, e o tempo vai passando. É covardia, sim. receio de enfrentar a vida cara a cara. Porque descobri que não me busco, ou se me busco é sem vontade nenhuma de me achar, mudando de caminho cada vez que percebo uma luz ao fundo. É fuga, o tempo todo , é fuga intercalada por períodos de reconhecimento – suavizada, então, mas ainda fuga. E eu agora sei que quero ser eu mesmo. Com tudo de mau que isso possa implicar – e não creio que seja muito. Mas não me iludo. Sei que, mesmo não sendo mau, fácil não será. Mas estou disposto a correr o risco. É preciso agora concretizar a idéia. Tira-lá dos limites do pensamento, arranca-lá apenas do papel e torna-lá um pedaço de mim, decisão encravada em seu corpo. Não sei como fazer, mas sei que o farei. Hoje, amanhã ou depois, eu o farei."

Caio Fernando Abreu

Querer!

 
 
Ele era tão especial que, em menos de um mês, eu o quis, o amei, sonhei com ele, o admirei, o desejei,
o odiei, o maldisse, o esqueci e voltei a querê-lo.

Mania de voooooooce!



As pessoas têm mania de você. Mania de falar como você. Mania de contar as mesmas piadas, sem graça, que você contava. E de me fazerem rir dessas piadas, como você me fazia. Mania de usar o mesmo perfume que você usava. E pior ainda: de passar por mim na rua com ele, me deixando feito boba procurando saber de onde vem esse cheiro – esse cheiro de saudade. Têm mania ainda de cantar nossa música, quando eu estou por perto. De falar seu nome, de andar e até de dançar como você. E elas têm mania de gostar das mesmas coisas que você. Das mesmas bandas, dos mesmos filmes e dos mesmos sabores de pizzas que você. Essas pessoas e essas manias bobas! Mania de me lembrar sempre de você. De me lembrar o quanto você era bom e limpinho. E bonito. E o quanto eu te amo. Aliás, o quanto eu te amava. E, por essa mania besta das pessoas, eu agora tenho mania de ficar pensando em você. E chego até a achar, às vezes, que não te esqueci. Mas eu só acho. Eu já te esqueci, né? Foi assim que ficou combinado.

"Quando você quiser voltar..."



Eu já não sei mais o que nós temos. Isso se ainda tivermos alguma coisa. Mas é que de uns tempos pra cá tudo anda tão confuso pra mim. Tenho tentado não te ligar, não pensar em você, não pensar em te procurar, mas quando eu consigo te deixar de lado, camuflar minha vontade de você, você me aparece. Aparece pra pedir um conselho ou pra conversar porque tá chateado com a sua mãe ou porque brigou com seu irmão. Você me procura sempre quando eu tô me achando. Quando eu tô voltando a ser quem eu era, você volta. Volta em pensamento, em mensagem, em conversas na internet e até em papos descontraídos com meus amigos. Você volta nos sábados meio nublados, nas noites meio frias, nos dias de chuva. Você volta nos dias quinze de todo mês. Você volta pra me fazer ficar perdida em pensamentos, pra me deixar deitada na cama comendo chocolate e ouvindo músicas melosas. É sempre assim você sempre volta, mas nunca pra mim. Você sempre volta e sempre vai embora. Volta só pra deixar doendo de novo. Sangrando de novo. Chorando de novo. Querendo de novo. Por isso, da próxima vez que você pensar em voltar, que seja por você, mas pra mim. Se não for assim, nem ouse me procurar!

Prometo, sempre!

 





Eu prometo ser fiel a você; amar acima de qualquer circunstância. Prometo ficar ao seu lado, pra sempre. Prometo te deixar com saudades, mas voltar correndo pra te ver. Prometo sempre fazer as pazes depois das brigas. Prometo continuar querendo você pra sempre. Prometo me prometer a você. Prometo-te beijos. Prometo te abraçar até você ficar sufocado. Prometo falar besteirinhas de amor. Prometo sussurrar 'Te amo' num volume que só você é capaz de escutar. Prometo fazer você rir e não deixar lágrimas caírem. Prometo sonhar, pensar e falar em você o tempo todo. Prometo te apoiar nas suas escolhas - até nas mais bizarras possíveis. Prometo perder noites de sono só pra te ver dormir. Prometo ser mais cuidadosa. Prometo contar estrelas com você. Prometo ser louca - se isso for preciso pra te alegrar. Prometo não prometer nada que não seja possível cumprir... Prometo só te amar e não te perder jamais.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Minha escolha ♥

Ele não é a minha terceira nem a segunda alternativa.
Ele é a minha escolha.
E amanhã, quando acordar, eu vou escolher ele de novo








Não me lembro mais qual foi nosso começo.
Sei que não começamos pelo começo.
Já era amor antes de ser.

|ClarisseLispector





Mesmo depois de conhecer
vários e novos sorrisos,
o dele ainda é o meu
P-R-E-F-E-R-I-D-

Não esqueça...


Não esqueça,
são os sapos
que se transformam em príncipes,
não os cachorros!

Ter ou não ter um namorado?



"Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil. Mas namorado, mesmo, é muito difícil.Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar. Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho. Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar.Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente; de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário. Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, de fazer cesta abraçado, fazer compra junto.Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira - d’água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada, ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais. Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele. Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo. Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e medos, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim.Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria. Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido"

Descubra pelo seu nome =) ( cred. Anna Carolina )





L: Você gosta de beber;
A: Você gosta de beber;
R: Se apaixona facilmente;
I: Voce é otimo na cama;
S: Totalmente Louco;
S: Totalmente Louco;
A: Você gosta de beber;


hauhauhau qui boom o/

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

{Padre Fábio de Melo}

"Continuo amando a Deus, mesmo quando os milagres que imploro não acontecem. Continuo acreditando em Deus, mesmo quando os pedidos que faço em minhas orações não são atendidos, pois os milagres que imploro e os pedidos que faço se baseiam em minha vontade,e a vontade de Deus não está aqui para me dar o que desejo, a vontade de Deus está aqui para me dar o que eu preciso.''

frases.

'Você é quem decide o que vai ser eterno em você'

 'A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passamos juntos; mas sim o quanto nesses anos fomos bons um para o outro.'

'Os espelhos materiais de casa não contarão nunca o que o espelho do outro nos mostra. O amor, sendo divino pelo seu caráter criativo e transformador, é também o que de mais humano existe. Ele clareia os caminhos e nos faz avançar, nos ajuda a ser mais parecidos com nós mesmos. Mais inteiros. Mais espontâneos. Mais livres. Mais generosos. Embora não saibamos muito bem o que fazer com o amor, ele sabe o que faz com a gente.'

'Não há roupa, fantasia ou plástica que dê jeito quando, na alma, falta classe.' 

'Amor eterno nunca permanece; amor verdadeiro sempre continua.'

'Tens um ''num sei quê'' de paraíso e o corpo mais preciso que o mais lindo dos mortais' ♪~   

 

domingo, 29 de agosto de 2010

Eu vou te deixar a medida do Bonfim, não me valeu ♫

O que quero dizer é justamente o que estou dizendo. Não estou com pena de mim. Tá tudo bem.Tenho tomado banho, cortado as unhas, escovado os dentes,bebido leite. Meu coração continua batendo - taquicárdico,como sempre. Dá licença, Bob Dylan: it’s all right man,I’m just bleeding. Tá limpo. Sem ironias. Sem engano.Amanhã, depois, acontece de novo, não fecho nada, não fechamos nada, continuamos vivos e atrás da felicidade,a próxima vez vai ser ainda quem sabe mais celestial que desta, mais infernal também, pode ser, deixa pintar.Se tiver aprendido lições (amor é pedagógico?), até aproveito e não faço tanta besteira. Mas acho que amor não é cursinho pré-vestibular.Ninguém encontra seu nome no listão dos aprovados.A gente só fica assim.Parado olhando a medida do Bonfim no pulso esquerdo, lado do coração e pensando,pois é, vejam só, não me valeu.

(:



Sei lá, tá tudo TÃO legal
e um legal tão batalhado, um legal merecido,
de costas e pernas doendo,
mas coração tranquilo!

sábado, 28 de agosto de 2010

Sentimentos em palavras e assunto encerrado, não mais comentado.

  
Eu já conheço essa dor, e não me agrada em nada senti-la. Eu esperei isso por tanto tempo, e se não fosse pelo modo como tudo aconteceu, eu agora poderia estar irradiando felicidade. Eu estaria feliz, quer dizer, realmente feliz. Eu senti meu coração disparar de novo, senti meu corpo esquentar e se arrepiar ... porque você estava perto de mim, fazendo tudo o que queria que você fizesse de novo. Depois de tanto tempo, eu pude te ter perto de mim mais uma vez, era tudo o que eu queria. Podia ter parado o tempo ali. Não me importaria mais com nada, só com você e eu.


            Mas aconteceu tudo errado, foi tudo um erro. Não era pra ser. Caramba, não precisava ter sido daquele jeito. Na minha cabeça seria de um jeito mais calmo, sutil, verdadeiro. Eu tou com meu coração tão apertado e tão cheio de dor e temor ao mesmo tempo. Medo de não ter outra oportunidade, medo de que tudo isso não tenha passado de um breve momento provocado pelo excesso. Eu tou tentando não pensar muito nisso, na verdade, tou tentanto nem pensar. Eu não quero criar esperanças, nem um pouco; não quero ter um mínimo de expectativa. Eu não quero sentir nada. Eu não quero esperar nada. Porque sei que caso sinta alguma dessas coisas vai ser somente pra ficar na espera, aguardando você vir de novo ... e eu vou esperar muito tempo. E quando eu perceber que você não vem, eu vou me chatear e me magoar de novo. Mais uma vez.

          Eu quero chorar, colocar pra fora esses um milhão de sentimentos e pensamentos que fazem parte de mim nesse momento. Entretanto, parece não haver lágrimas para isso. Então a forma que eu encontro de me abater por isso é me deixar ser tomada pelo cansaço, pela falta de apetite, pela falta de sono, pela falta de vontade de continuar. É, eu não quero continuar se o final for pra ser como penso. Aliás, vai ser exatamente como eu penso. 

         De verdade, eu nem sei como ainda me deixo abater. Tá vendo o efeito que você tem sobre mim? Talvez seja por isso que eu chego a te odiar tanto, porque você tem de mim mais do que eu mesma tenho. Você tem tudo e um pouco mais. E eu sei que você nao presta, não vale o chão que pisa nem o prato que come; e mesmo assim eu continuo te querendo. Eu sei que você não gosta de ninguém - só de si mesmo -, e ainda assim eu continuo esperando, esperando o dia que talvez alguem consiga despertar algum sentimento em ti. Eu sabia que me apaixonar por ti seria pedir pra sofrer, e mesmo sabendo disso eu não consegui evitar. E dentre outros garotos tão melhores, eu fui escolher justo você, o pior de todos. E nem mesmo sabendo de tudo isso, eu nao desisto de você. Eu simplismente não consigo. Não consigo porque você mexe comigo de uma forma extraordinária; porque você faz meu coração bater, porque contigo eu sinto coisas jamais sentidas antes. E porque mesmo com o monte de defeitos que você tem, ainda assim você é o único que eu quero, quase perfeito aos meus olhos.

            Você não presta, não tem nada na cabeça e age como uma criança, você fica insuportável quando passa da medida, é um sem futuro, só gosta de brincar com os sentimentos alheios, você me chateia e me magoa ... e mesmo com tudo isso, sabe-se lá o porque eu continuo te querendo. E eu te odeio exatamente por isso, por te querer tanto; por me ver tão completamente em torno do teu mundo enquanto que você não tá nem ai pra isso. Eu te odeio por me fazer te querer tanto, te odeio pelo misto de sentimentos que você me traz. E por trás de tanto ódio, existe um querer e um gostar imenso. Mais do que palavras conseguem descrever. E eu me pergunto só: por quê? É..., por que você? Até quando? Por quanto mais tempo?

          Você veio de novo. Eu tou tentando nao esperar nada de ti, eu não POSSO esperar nada. Tou tentanto tirar isso tudo da minha cabeça. Entregue às mãos de Deus, o que tiver que acontecer vai acontecer. Mas que seja o melhor, por favor.

         Dentre tantas linhas mal escritas, é isso. Te senti de novo. Ninguém sabe a força que eu tiver que ter para poder resistir daquele jeito. Assim como ninguém sabe como eu saí dali com meu coração quase partido em mil e um pedaços, assim como ninguém sabe também o quanto custei a dormir, a noite mal dormida que tive e a falta de fome. É, tudo isso por causa daquilo. Tá vendo? Voce não pode brincar comigo. Não assim. Eu quero que você venha, mas quero que venha com o corpo, a alma e o coração. Não exijo que você largue mão de tudo, só quero que se você vier seja disposto de verdade, e que venha pra tentar e não me fazer chorar, nem me machucar. Não é pedir demais, é?

        Mas como eu mesma disse, não espero nada. Acabo de colocar em palavras quase tudo que estava preso aqui dentro desse meu coração. Não chorei, mas liberei meu pranto por meio desse amontoado de frases. E serviu, me sinto melhor agora. E pra mim, o acontecido ontem vai ser só parte de um sonho; um sonho e nada mais.
Sentimento ocultado, e assunto encerrado.
 
Nada ocorreu. Tudo normal. Não tenho esperanças.
Continuo minha vida, da mesma forma de antes.
Porque um gesto não pode atrapalhar o quão eu já havia melhorado.
Me convenço. 
Ergo minha cabeça e continuo seguindo. 
Assunto encerrado!
 

O Começo ou o Fim...

         Não tem saída. Não me resta outro meio. Não há outro caminho à não ser esse: Desistir. É com o coração quase em pedaços que hoje eu percebo que devo desistir. Me dói dizer e ter que aceitar isso. Mas é tudo o que me resta. Tentar esquecer isso tudo e seguir em frente. Colocar um sorriso no rosto e dá tempo ao tempo. Dá tempo a mim mesma para que eu possa me recuperar.
         Olha, eu gosto sim de você. Com todo o meu coração. Acontece que não eu sou tão forte para lutar pelo que eu quero. Eu não sei lidar com essas inconstâncias dentro de mim, que ora dizem que devo tentar, e ora dizem que é melhor deixar pra lá porque não vale a pena. É, infelizmente eu não sou tão determinada assim. Eu sei, dizem que quando a gente quer realmente, a gente vai atrás, dá um jeito. Move céus e terras para conseguir o que quer, passa por cima de tudo sem pensar nas consequências. E é verdade. Mas ninguém sabe que meu defeito é esse, desistir rápido e fácil demais; não ter coragem para driblar as adversidades. E por isso eu sempre renuncio ao que quero. Sempre paro no meio do caminho. Porque eu tenho medo.
        Eu prometi que faria isso. E a minha promessa ainda está de pé. Ah, está sim. Eu só estou esperando o momento certo entende? E talvez ... eu tambem esteja esperando um sinal teu, qualquer sinal que me dê um pouco de esperança. Um sinal que seja capaz de mudar tudo o que eu penso agora: ele não está afim de você, nunca esteve; desiste e segue logo em frente porque ele não vale a pena. Tou em uma briga constante entre a razão e o meu coração. Um lado diz: tenta, você não vai perder nada. E se você não tentar, ai sim você pode perder tudo. E outro lado diz: você só vai sofrer mais e mais se persistir, desiste logo e dá um novo rumo a tua vida. Qual deles ouvir? Díficil. Fácil. Eu vou. EU VOU. Só estou esperando a oportunidade.
        Já que eu não posso fugir, vamos logo em frente. Porque eu sei que por mais que eu desista de tudo agora e tente começar de novo, ainda assim, todo o meu querer e todos os meus pensamentos vão continuar voltados pra você. Pensando no que poderia ter sido. E ... se eu não desistir? Se eu deixar jorrar todas essas palavras e sentimentos? Não sei. Não sei mesmo. Mas talvez seja tudo o que preciso pra de uma vez por todas esquecer você e toda essa história e todo esse sentimento.

Ou pode ser o começo de tudo, ou pode ser finalmente o FIM!

Nome do Destinatário . ( creditos : http://annacaarol.blogspot.com ) ;*


Envio esta carta porque nunca mais quero você na minha frente. E dessa vez falo sério. Nunca mais quero ouvir a sua voz, mesmo que seja se derramando em desculpas. Nunca mais quero ver a sua cara, nem que seja se debulhando em lágrimas arrependidas. Quero que você suma do meu contato, igual a um vírus ao qual já estou imune. A verdade é que me enchi. De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia, o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce,noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.Fico pensando como chegamos a esse ponto. Como nos permitimos deixar nosso amor acabar nesse estado, vendido e desconfiado. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Não quero mais nada que exista no mundo por sua interferência.Não quero mais rastros de você no meu banheiro.Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis.Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz?O que, afinal, eu ganho com isso?A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar?O tédio a dois - essa é a minha parte no negócio?Sinceramente,abro mão.Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida,já que em qualquer situação diferente estarei lucrando.Mas antes faço questão de te dizer três coisas.Primeira:você não é tão interessante quanto pensa.Não mesmo. Tive bem mais decepções do que surpresas durante o tempo em que estivemos juntos. Segunda: não vou sentir falta do teu corpo. Já tive melhores, posso ter novamente, provavelmente terei. Possivelmente ainda esta semana. Terceira: fiquei com um certo nojo de você. Não sei por quê, mas sua lembrança, hoje, me dá asco. Quando eu quiser dar uma emagrecida, vou voltar a pensar em você por uns dias.Bom, era isso. Espero que esta carta consiga levantar você do estado deplorável em que se encontra. Mentira. Não espero nenhum efeito desta carta, em você, porque, aí, veria-me torcendo pela sua morte. Por remorso. E como já disse, e repito, para deixar o mais claro possível, nunca mais quero saber de você.Se, agora, isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes. Adeus, graças a Deus.

Creditos + Creditos

eu adoro  todos os textos do blog dessa garota : http://annacaarol.blogspot.com/

Parabéns, seu blog é muuito bom!

Em muitos dias ele não veio mais!


Fazem meses que não te vejo, que não falo com você; não sei se você está bem, se está estudando, se está gostando de outro alguém ou se às vezes ainda sonha comigo. Nada mais sei sobre você, além do que sobrou. Recentemente vi umas fotos suas, o corte de cabelo ainda era o mesmo, o físico, o estilo de roupas. Mas tinha algo diferente, eu sei que tinha, porém, como eu poderia explicar? Era algo no seu olhar castanho escuro, como se faltasse algo por dentro de você.
Era o formato dos traços do seu sorriso, como se tivesse perdido um pedaço de você.Então lembrei, talvez o que faltava, era o pedaço de você que eu levei comigo, e não consegui te devolver.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Mais prejudicial do que o cigarro!


Leio a advertência no maço,
Fumar é Prejudicial à Saúde.
Mais prejudicial do que o cigarro
é a memória ...


Tá carente?
Pega uma amiga sua que também está
e passa uma tarde tentando entender
por que os homens são tão idiotas e
mesmo assim fazem tanta falta.
Você não vai chegar a conclusão nenhuma,
mas pelo menos passou a tarde com alguém que, assim como você,
tem cérebro!

viveer...


Eu me apaixono mesmo, eu sou intensa mesmo, eu me ferro mesmo, às vezes eu ferro as pessoas mesmo. Tudo é bom, tudo é vazio, tudo é bom de novo. Viver é um absurdo e não dá pra passar por isso tão ileso.

Não permita que eu me perca de você!

Porque será que estou assim? Será que já levaram o que restava em mim? Tenho medo. Porque será que você não sente esse medo que me aflinge? Você não sente ou finge? Eu estou tentando não partir, mas agora é a sua vez de agir. Fala comigo! Fala alguma coisa, não fica aí calado com essas meias palavras. Se um dia te deixei de lado, hoje sou eu que me sinto assim. Eu não sei viver de metades, por isso ou reconstruímos o todo, ou acabamos com tudo de uma vez. Ei, faça alguma coisa! Não me perca, se me ama, por favor não me perca...

Não permita que eu me perca de você ...

Quando se lembrar de mim!

Por que o tempo passa tão veloz?
Por que ele não pára pra gente respirar?
Por que o teu silêncio me traz a paz?
Segura a minha mão, não te deixo partir.
Quando se lembrar de mim feche os olhos, olhe pro céu. Quando me quiser aí diga alto o meu nome que eu vou.
Não fique triste pois nada acabou,
só dê um sorriso que o tempo vai voltar.
Espero contar de novo os dias longos e
diminuir a falta de você, de você.

... quando me quiser aí
diga alto o meu nome que eu vou!

Um coração em pedaços, pisoteado pelo arrependimento e a raiva dele ter a feito sofrer, é o que possui aquela menina. Ela não queria, nunca passou em seus pensamentos fazer algo assim, afinal, existia amor ! Mesmo assim distantes, ela sabe que continua existindo aquela atração de antigamente. Mas no lugar do amor, surge um sentimento traiçoeiro azucrizando seu ouvido. É o orgulho, a falta de entendimento, a falta de sintonia de compreensão, de sentimento que consome, que desgasta e acaba com a vontade de continuar amando. Não existe culpa, existe dor e arrependimento, pelo o menos da parte dela.
Arrependimento de nunca ter atravessado a rua, tocado a campanhia e ter jogado na cara dele tudo aquilo que ainda continua entalado em sua garganta. Então só restou um indo embora sem nunca ter estado presente e o outro vendo sem poder fazer nada. Há um coração em pedaços, perdido, sem chão e sem saber o que fazer. Sente falta da sua "outra metade" que nunca a completou por inteiro. Quando chega a noite ela entra em seus quarto, apaga a luz, deita na cama, agarra-se as lembranças que ainda restam dele em seus pensamentos e chora, chora, mantendo a esperança de ter algo a mais com ele pelo o menos uma vez em sua vida, mesmo que em sonho. Mas ela não sabe o porque disso, não sabe porque eles não conseguem.

ela não consegue entender ...
• Homens traem, querida. Você não quis ter um namorado? Azar o seu. Eu pensei. Na época. Época em que eu não namorava ninguém nem amarrada. Preferia essa vida mesmo. Os pesos mortos dormindo ao meu lado e eu controlando o mundo. E as histéricas querendo morrer em outro oceano. Ser a outra. Eu sempre fui a outra. Com a sensação maravilhosa de passar o mundo para trás. Eu nunca fui chata a minha vida inteira. Eu era a gostosinha da escola, gostosinha da rua, de qualquer lugar que eu fosse. (...) Ninguém nunca me largou. Quem larga uma mulher assim? Quem enjoa de uma mulher assim? Quem não fica louco por uma mulher assim? A parte chata, deixava para as outras. O meu papel era ser somente engraçada e carinhosa. Quem esquece uma mulher assim?
Era engraçado quando o telefone tocava, eles me olhavam com um cantinho de vontade de nunca mais sair de perto de alguém tão calma e feliz. A outra. As outras são sempre calmas e felizes. O lado bom da vida que não cobra, não dói. Só dá prazer. Sempre me diverti em festas,bares ou em qualquer lugar que eu fosse. Todo homem acompanhado por uma mulher se acabava de olhar para as outras mulheres. Para mim, inclusive. E eu provocava. E gostava de saber que morava do lado podre da moeda.Do lado que todo mundo teme. Eu gostava de estar do lado que todos morreriam pra saber. Na curva onde todo mundo derrapa.
Pobres coitadas todas as oficiais, se eu quiser, fizer direito, amanhã mesmo ele arruma uma desculpa esfarrapada,desliga o celular.E você? Seus carinhos, suas conversas sempre sobre a mesma coisa, a sua rotina, vão tudo pra casa do caralho. Porque o que eles querem, de verdade, pobres mulheres comprometidas, é qualquer coisa que não sejam vocês. Por isso, nada adianta, não é mesmo? Assim eu pensava. Naquela época. Época em que nenhum homem do mundo me achava chata ou louca ou mala ou enjoativa. E eu ria, ria delas, de todas elas. Seu namorado,seu amor, ficante fixo, qualquer coisa séria. Sabe ontem? A tarde? De manhã? A noite? Pois é, estava comigo ! E você acreditou mesmo que era ensaio, academia, dentista, futebol, bebidas com os amigos ? A outra. Que saudade dela. Foi embora.
Morreu sufocada por uma vontade maior que nasceu em mim. A de ser a de verdade. A de ser a escolhida pra viver uma história e não pra gozar ou rir em horários encaixados. A de correr o risco de cair de algum lugar muito alto e longo e precioso. Correr o risco de sentir e não brincar de sentir. De bancar uma história que não acaba quando o telefone toca. De conseguir amar, mesmo com o pavor que isso causa. De conseguir sorrir mesmo com tanta raiva e ódio de amar. Mas agora, nossa ! Que saudade de ser sempre a divertida. Agora, sou assim, assustada, sem saber o que fazer, como pensar.Enlouquecendo.
Aaaa qer saber?Desculpa. Desculpa garota que sempre estava do outro lado do telefone. Eu era mesmo uma puta, piranha, vaca, vagabunda. Mas agora, sou só a mesma imbecil que você. Que todo mundo. Porque quem disse que eu não preferia continuar fugindo do amor? Mas ele vem, ele chega, invade, grita por comida, te enche o saco, fede fumaça, mas é lindo, é a melhor coisa do mundo. Faz tudo valer. Faz você se quebrar inteira pra colar de novo de um jeito possível de relacionar. Dói tipo nascer, e eu sei disso mesmo não lembrando. Agora vivo eu aqui com o meu dilema, prosseguir com algo que não sei mais viver sem, ou aprender a ser como eu era ?

Quer saber? Foda-se !